PREOCUPANTE

Não existem vagas de UTI para COVID-19 em Porto Seguro, segundo informações que circulam nesta segunda-feira (25); Ilhéus e Itabuna também estariam sem vagas


Postada em 25/05/2020 11:06:06 | Atualizada em 25/05/2020 11:39:28

Imagem ilustrativa

A situação para atendimento de pacientes graves de COVID-19 que necessitem ser encaminhados para UTI é preocupante, segundo informações que circulam nesta segunda-feira (25), de fontes diversas, inclusive no meio médico.

 

Um documento de teor confirmado e que teria sido encaminhado com extrema URGÊNCIA aos secretários de Saúde da microrregião, Central Estadual de Regulação, Conselho Regional de Medicina e SAMU, informa que no dia 24/05/2020 às 18h00 no Hospital Luiz Eduardo Magalhães, em Porto Seguro, a capacidade física da UTI específica para casos COVID-19 estaria esgotada, com seus 10 leitos ocupados.

 

Segundo o documento, a situação “configura escassez de recursos para atendimento a novos pacientes críticos suspeitos ou confirmados para a COVID-19 que venham a ser admitidos” naquela unidade hospitalar, e que se encontram em tratamento intensivo 3 pacientes oriundos de Porto Seguro, 5 de Eunápolis e 2 de Itabela.

 

No mesmo documento é solicitado que os pacientes críticos sejam encaminhados para outras unidades de referência do Estado, situação preocupante, já que as informações obtidas são de que também em Itabuna e em Ilhéus, centros de referência, também já não existe disponibilidade de leitos de UTI.

 

Em Eunápolis, nos boletins diários e em informações obtidas pela reportagem não são registrados pacientes de COVID-19 internados em UTI no Hospital Regional, informação que estaria restrita a registro geral pela Secretaria Estadual de Saúde (SESAB) e não por cada município individualmente.

"Preocupante! Só Jesus na causa", diz alarmada uma profissional da área de saúde.

 

Por: CliC101 | Imagem ilustrativa

 

contato@clic101.com.br
73 98108.5898 | 73 8112.0914

© 2013 - 2020 todos os direitos reservados www.clic101.com.br
CliC101 Mais Conteúdo. Desenvolvido por: Welisvelton Cabral  

 

 

 

 

 

 

X